Fonte: Google

Oi oi, gente!!

O Netflix é o novo queridinho da galera! Com aplicativos para todas as plataformas de celular, e com TV's Smart, o Netflix virou uma febre entre as pessoas que gostam de filmes, séries e documentários dos mais variados gêneros. Eu mesmo, sou viciada assumida!
Pensando nisso, resolvi listar pra vocês seis seriados que o Netflix oferece na sua programação, e que na minha opinião você não pode deixar de conferir. E aqui vai o pôster de cada um deles:




1 - Grey'a Anatomy

Eu sou até suspeita pra falar dessa série, pois ela esta no segundo lugar entre as minhas preferidas (só perdendo para One Tree Hill, que infelizmente não tem disponível no Netflix brasileiro).
É uma série de médicos, mas o foco dela não é nos casos médicos, e sim na vida de cada uma das pessoas que compõem a equipe de médicos do Seattle Grace. Então, prepare-se para muito drama, muitas risadas, muita amizade e muitas mortes! Atualmente a série está com a 12ª temporada prevista pra estrear dia 16 desse mês de novembro, passando apenas na TV fechada, no canal Sony. Mas o Netflix está bem atualizado, e lá podemos conferir as onze temporadas já finalizadas.  

2 - Scream

Baseada na série de filmes de terror com o mesmo nome, a série é desse ano e segue o mesmo princípio dos filmes, onde um assassino em série atormenta um grupo de jovens, e sai matando todo mundo que não consegue escapar dele. Algumas mortes são sinistras, e apesar da fraca atuação de alguns atores novatos, ela prende você mesmo! Do começo ao fim! O bacana dessa série é que eles usam de diversas referências atuais de filmes e séries, deixando tudo bem dinâmico. Por enquanto Scream só tem uma temporada, toda disponível no Netflix, mas já foi assinado contrato para uma segunda temporada em 2016.

3 - Switched at Birth

Duas adolescentes americanas descobrem que foram trocadas na maternidade ao nascer. Vindo de realidades totalmente distintas, onde uma mora em um bairro de subúrbio, e outra em um bairro da alta sociedade, já da pra imaginar a confusão que vai ser até as famílias se acertarem e as duas meninas se entenderem né?! Uma série com um tema bastante interessante e relevante, cheio de drama familiar e adolescente, mas com um enredo bem leve, passando entre o drama, a comédia e o romance. O Netflix disponibiliza 3 temporadas da série, apesar de já existir uma quarta temporada finalizada. De qualquer forma, vale muito a pena assistir.

4 - Orphan Black 

Esta série é de ficção científica, e eu nunca pensei que fosse gostar de algo do tipo. Mas não consegui parar de assistir quando comecei. Imagina só descobrir que existem várias de você no mundo? Sarah descobre que não é a única com sua aparência e começa a investigar para saber como isso é possível, até descobrir que existem vários clones dela. As meninas se juntam para tentar desvendar os mistérios que cercam a criação delas, e muita coisa vai acontecendo. Ficção científica cheia de suspense! Atualmente existem 3 temporadas da série, mas o Netflix disponibiliza apenas as duas primeiras. No meu caso, gostei tanto que acabei baixando na internet a terceira temporada. Rumores de que em 2016 vá sair uma quarta. Oremos!!

5 - Friends

Fala sério, não preciso sem falar aqui sobre essa série né, gente?! Uma Sitcom americana que conta a vida de 6 amigos inseparáveis e suas descobertas e amadurecimento ao longo de 10 anos. A série estourou nos anos 90 e até hoje é a queridinha de muita gente. O bacana mesmo é que cada episódio tem em torno de 21 minutos de duração. Então sabe aquelas horas que você não tá afim de ver nada longo, mas quer assistir alguma coisa pra relaxar e dormir? Ou quando você acaba um filme ou série bem tensos e precisa de algo leve? Friends é a melhor opção pra isso! Risada garantida! Muito amor por essa série, que tem 10 temporadas, todas elas disponíveis no Netflix. 

6 - How to get away with a murder

Traduzindo o título da série: como se livrar de um assassinato. Só essa tradução já explica sobre o que se trata essa série maravilhosa! Uma advogada e professora de direito vê sua vida virar pelo avesso após um assassinato. Ela e sua equipe, formada por um grupo de alunos dela, terão que correr contra o tempo e contra as provas que vão surgindo, pra se livrar de várias situações um tanto quanto duvidosas. O bom da série é você ver como todo mundo tem seu lado bom e mal, e que é capaz de qualquer coisa para não se dar mal. A série gira em torno do famoso "quem matou fulano". Atualmente o Netflix disponibiliza uma temporada. Mas uma segunda já esta sendo exibida na TV fechada. 



Então é isso gente. Obviamente que eu espremi o máximo possível, pois a quantidade de séries que o Netflix brasileiro disponibiliza hoje é enorme, algumas inclusive originais do próprio Netflix (Que pode ser tema de um outro post, que tal?). Mas tentei colocar aqui diferentes estilos de séries, mesmo que para isso algumas paixões minha tenham ficado de fora (Perdão, Scandal).





Se você não sabe ainda como funciona o Netflix, dá uma conferida no site clicando AQUI. O primeiro mês de assinatura é grátis, e eles aceitam quase todos os cartões de crédito e também débito em conta! ;)




Título: Antes que eu vá            
Autor: Lauren Oliver
Editora: Intrínseca
Páginas: 360

Descrição: Samantha Kingston. 12 de fevereiro, dia do cupido. O dia em que ela vai perder a virgindade com o namorado. O dia que ela vai morrer!
Samantha tem a vida que muitas garotas na idade dela gostariam de ter. É popular, tem seu grupinho de amigos, namora um dos garotos mais cobiçados da escola...e para por aí. A típica adolescente "americana" que consegue ter algum destaque no ensino médio. É metida, chata, birrenta e mimada. Se acha superior aos outros e gosta de deixar isso bem claro em suas atitudes egoístas e preconceituosas. No dia 12 de fevereiro ela acorda animada. É dia do cupido na escola, tem uma festa à noite, e depois ela vai ter sua primeira vez com seu lindo namorado.
Mas um acidente de carro muda tudo. Pior do que morrer, ela acaba presa ao seu último dia, e vai reviver aqueles momentos várias e várias vezes.

"Eis outra coisa a se lembrar: A esperança o mantém vivo. Mesmo quando você está morto, é a única coisa que o mantém vivo."

Dividido em 7 capítulos, cada um para uma das mortes de Sam, o livro vai revivendo os últimos momentos dela. Mostrando como, ao perceber o que está acontecendo, Sam vai tentando modificar as coisas e tentando resgatar pessoas que eram importantes para ela. O livro mostra como, por trás da imagem de garota popular, existe uma pessoa totalmente "humana". Sam percebe que aquela é uma chance de se redimir, mudar os acontecimentos e salvar a vida de alguém que ela atormentou por todos esses anos.

"Mas antes que comece a me acusar, permita-me fazer uma pergunta: O que eu fiz foi realmente tão ruim? Tão ruim que eu merecia morrer por isso? Tão ruim que eu mereça morrer assim? O que eu fiz foi realmente tão pior do que o que todo mundo faz? É realmente pior do que você faz? Pense a respeito."

Prós: O livro levanta uma questão interessante. Mostra que todo mundo tem um lado bom e um lado ruim. Que todos podem cometer erros, mas o que importa mesmo é sempre tentar se redimir e acertar. É claro, tem a pitada de romance, com o fofo do Kent. Aliás, ouso dizer que, a meu ver, boa parte das mudanças por que Sam passa são graças a ele. O livro me deixou com um nó na garganta várias vezes, e me surpreendeu no final (post sem spoilers).

Contras: O livro se prende a um único dia, que é repetido por sete vezes, o que acaba se tornando um pouco monótono e em alguns momentos até irritante. Isso fez com que eu demorasse mais do que o normal para conseguir terminar a leitura, e tivesse vontade de pular algumas páginas de vez em quando.

"Não estou com medo, se é isso que você está imaginando. O instante da morte é cheio de som, calor e luz, tanta luz que me preenche, me absorve: um túnel de luz subindo vertiginosamente, arqueando cada vez mais para o alto, e se o canto fosse uma sensação, seria esta, esta luz, esta elevação, como uma gargalhada...o resto você terá que descobrir por si mesmo."  






Oiê, gente!!

Aproveitando o clima de halloween, resolvi dar uma dica bem bacana de um jogo de terror que eu terminei essa semana. Essa dica é pra você, que curte videogame, e também pra você que não tem o costume de jogar, mas quer conhecer o "universo" e não sabe por onde começar. Pra meu noivo, esse é um jogo de mulher. Enfim, Vamos lá?

Until Dawn é um videojogo criado pela Sony especialmente para o PS4. O jogo conta a história de uma noite nada convencional para os amigos Mike, Sam, Josh, Emily, Matt, Ashley, Chris e Jessica. No aniversário de 1 ano do desaparecimento de Beth e Hannah, eles resolvem voltar ao lugar onde tudo aconteceu. Eles passam a ser perseguidos por algo desconhecido, e cada um tem que lutar pela própria vida, esperando que o dia amanheça para que eles possam estar a salvo. 

A dinâmica do jogo é bem legal. Parece que você está vendo filme, onde tudo que acontece é determinado pelas decisões que você vai tomando ao longo do jogo. O objetivo é você chegar no outro dia com o máximo de pessoas vivas. Cada decisão que você toma interfere no destino dos personagens, como o que eles chamam de efeito borboleta. Durante o jogo você vai podendo jogar com cada um dos amigos, e tomando decisões, como por exemplo: "seguir pelo caminho mais rápido" ou "seguir pelo caminho seguro". A medida que o jogo vai seguindo, vamos encontrando pistas do que houve com as duas irmãs Beth e Hannah a um atrás. 

O gráfico do jogo é absurdamente perfeito! Tá certo que não sou muita refência pra falar de gráfico de jogos, já que esse foi o primeiro jogo que joguei na vida (tirando os jogos do Mário, claro!). Meu noivo diz que é o tipo de jogo que ele nunca jogaria, pois é um jogo de terror (que ele diz que odeia, mas ele tem é medo mesmo), e na opinião dele a jogabilidade é pequena, pois depois que acaba a história você não tem mais o que fazer com o jogo. Mas para mim particurlamente, o jogo foi bastante usual. Foi uma boa forma de ingressar nesse mundo, e de aprender a jogar e manusear o controle (pelo menos pra mim, que ainda me enrolava com os botões). Depois dele estou preparada pra me arriscar em outros jogos. 

Amei o jogo! Na minha primeira tentaiva só consegui salvar 3 pessoas no final da noite. E então virou uma questão de honra terminar o jogo com todos os personagens vivos. Por isso joguei mais uma vez, e no final, dos 8 eu consegui salvar 7!!!! O ponto negativo do jogo pra mim, é que algumas vezes você fica com a falsa impressão de decisão. Em alguns momentos, não importa a decisão que você tome, o destino do personagem vai ser o mesmo. Foi o caso do personagem Josh. Não encontrei uma forma de salvá-lo em nenhuma das vezes que joguei. 

Aconselho o jogo pra vocês. É uma boa experiência, dá pra tomar uns sustos bacanas, e o jogo é bem rapidinho também, o que não cansa mesmo que você jogue mais de uma vez. 




Ficou curioso e quer ver um pouco do jogo? AQUI neste canal do YouTube tem um vídeo bem bacana mostrando mais.
E no portal Techtudo tem um bocado de matérias legais falando sobre o jogo também.



Título: Memórias de julho
Autor: Jéssica Figueiredo
Editora: Livro independente
Páginas: 334


O livro Memórias de julho foi lançado de forma independente pela autora pernambucana Jéssica. Tive o prazer de conhecer sua obra por meio do instagram e fiquei curiosa em ler o livro pelos quotes que li na internet, e acabei ganhando o livro de presente do meu noivo.

O livro é fofo! A narrativa é leve, a história é super bem escrita e a identificação com os personagens começa logo nas primeiras páginas, afinal, todos nós fomos criança um dia. Brincamos na rua, inventamos histórias e lugares para brincar, tivemos nosso grupo de amigos...e é disso que se trata o livro: AMIZADE. A mais pura e verdadeira amizade que já tivemos na vida: A amizade da infância.

Marcos, Mila, Mari, Juan e Lucas são amigos e têm na faixa dos 8 anos quando a narrativa começa. Todos os anos, nas férias de julho, eles se encontram diariamente numa cabaninha. Lá eles dividem tudo sobre a vida e as descobertas que cada um deles é obrigado a enfrentar, a medida que vão crescendo.  Em um pequeno baú, todos os anos, eles depositam seus desejos mais secretos escritos em um papel, junto com uma foto do grupo. A promessa é de que, em algum momento mais tarde, os 5 amigos se encontrarão para abrir o baú e reviver aqueles momentos. Eles, como toda criança, acreditam que aquela amizade será eterna. Até que, alguns anos mais tarde, um acontecimento faz com que eles se afastem, e a promessa acaba ficando perdida no tempo.A partir desse ponto, como a história é narrada pela perspectiva de Marcos, nós vamos ter uma noção do quanto determinado acontecimento influenciou na vida e na personalidade dele.

Marcos agora tem 28 anos e depois daquele dia nada mais foi igual para ele. Após viver anos sem noticia dos amigos, e sendo assombrado pelo passado, ele decide ir atrás de cada um deles para cumprir a promessa feita ainda na infância. Chegou o momento de abrir o baú! Como a vida deles mudou, como cada um seguiu, continuou vivendo, venceu e se virou. O rumo da vida de cada um deles separados...e como uma verdadeira amizade é realmente para todo o sempre!

O que acontece para separar esses 5 amigos não posso dizer aqui, mas digo que me pegou de surpresa. Quase não consigo ler o resto do livro. O rumo que a história toma também foi uma (grata)surpresa, pois foi um caminho que eu nunca imaginei tomar, meio "espiritual". Posso dizer que chorei muito! E que, ao terminar o livro, minha vontade foi de sair atrás de cada amigo que se perdeu por esses caminhos loucos e sem volta que nossa vida vai tomando a medida que vamos crescendo.

O texto ficou tão grande que acabei diminuindo algumas coisas. Tudo escrito acima são os prós dele.

Contras: Encontrei alguns errinhos de português. Nada que comprometesse a leitura do livro. Mas sinceramente? O livro foi lançado independente, e pessoa tem que ter muito "colhão" pra isso. Não teve uma revisão profissional, então quem sou eu pra julgar? Não interferiu na minha leitura e não deixei de derramar nenhuma lágrima por causa disso.



Vocês podem ver mais do livro no insta da autora aqui ou no blog que ela administra aqui. Os livros são vendidos por ela mesmo, a um valor de R$25,00 e entrega para todo Brasil. Confiram lá! Recomendo!!!





                                                                                                                                                         
Fonte: Google
Título: Álbum de Casamento
Autor: Nora Roberts
Editora: Arqueiro
Páginas: 288

Descrição: Antes de falar do livro em si, é preciso falar um pouco sobre o contexto geral dele. "Álbum de casamento " é o primeiro de uma série de quatro livros: Quarteto de Noivas.
A série conta a história de quatro amigas (Parker, Emma, Laurel e Mac), que se conhecem desde a infância. Quando crianças, a brincadeira preferida delas era organizar casamentos de mentirinha. Agora, as quatro meninas cresceram, enfrentam seus "monstros" diariamente, e juntas fundaram a Votos, empresa que organiza casamentos de verdade.
Parker cuida da administração da empresa e dos enventos em geral, Emma cuida da decoração e dos arranjos de flores, Laurel cuida do buffet e da parte de confeitaria (bolos, doces e tortas), e Mac é responsável pelos registros fotográficos. Nesse primeiro livro vamos acompanhar mais de perto a história de Mac, a renomada e experiente fotógrafa de casamentos.
Mac é uma mulher independente, que sabe o que quer, apaixonada pela profissão, mas que tem um ponto fraco: sua mãe. Quando Linda surge, Mac se mostra alguém abaldo psicologicamente e totalmente influenciável.
Os pais de Mac de divorciaram quando ela ainda era criança. O pai se mudou e arrumou outra pessoa, tendo um outro filho, e dificilmente aparece para ver Mac. A mãe dela teve outra filha, mas não parou em nenhum outro casamento. E sempre que um novo relacionamento não dá certo, ela procura Mac pedindo ajuda (e dinheiro), e usa de muito drama e pressão psicológica para conseguir da filha o que quer. Essa atitude da mãe sempre meche com os nervos de Mac. Ela tenta, sem sucesso, negar à mãe o que é pedido.
Por conta desse trauma, Mac não acredita que seja capaz de amar e levar adiante um relacionamento. Até que, em um encontro engraçado e embaraçoso, ela conhece Carter, um professor de inglês, nerd, que foge totalmente do tipo de homem por quem Mac se interessaria. A medida em que eles vão se conhecendo e se aproximando, vamos vendo a luta de Mac contra o que esta começando a sentir. Mas Carter não vai deixar por menos. Ele era apaixonado por Mac na infância e não quer perder a oportunidade de conquistá-la.
A verdade é que Carter é um fofo. Engraçado, carismático, desastrado, certinho, tímido, compreensivo e apaixonado. Os dois se completam na imperfeição, por mais clichê que isso seja (e eu amo clichês).

"São muitas frases com não, Mackensie. - Olhando para ela, ele vestiu o casaco. - Pode tirar na sorte para ver o que realmente quer. - E se encaminhou para a porta. - Só quero fazer uma correção: Não estou entusiasmado. Estou apaixonado por você. É algo com que ambos teremos que lidar." 


Prós: O romance entre os dois não é forçado. Pelo contrário. Mac luta o tempo todo contra o que sente, e quando vê que não dá mais para fugir, começa a tentar superar seus medos, e Carter...Ahhh, o Carter! Ele é perfeito! O livro, além do romance, toca em ponto que meche com todo mundo. A amizade. Fiquei besta com a forma como Nora conseguiu compor a amizade dessas quatro mulheres. É uma coisa linda de se ver. E depois de ler, você tem vontade de pegar o telefone e sair ligando para aquelas amigas da época da infância e que você deixou que o tempo afastasse...

Contras: O livro é narrado em terceira pessoa. Isso me deixou meio confusa. Algumas vezes tive que voltar um pouco a leitura para conseguir me situar na narrativa.





Os outros livros da série